Professora Maria Perpétua Teles Monteiro
mperpetuatm@yahoo.com.br

terça-feira, 17 de março de 2009

AFINAL, QUEM É O HOMEM?

VOCÊ PODE RESPONDER?
O homem de vitrúvio-Leonardo da Vinci

Iniciamos a discussão proposta pelas interrogações filosóficas a respeito do homem e sua natureza. Estamos trabalhando com o livro “Um outro olhar” de Sonia Maria Ribeiro de Souza. A autora inicia o segundo capítulo do livro instigando a discussão a partir do questionamento "O homem: quem é ele afinal? Lançamos a questão aos estudantes e indicamos as seguintes leituras também propostas no livro.

1- Especulações em torno da palavra homem
Carlos Drummond de Andrade

Mas que coisa é homem,
que há sob o nome:
uma geografia?

um ser metafísico?
uma fábula sem
signo que a desmonte?

Como pode o homem
sentir-se a si mesmo,
quando o mundo some?

Como vai o homem
junto de outro homem,
sem perder o nome?

E não perde o nome
e o sal que ele come
nada lhe acrescenta

nem lhe subtrai
da doação do pai?
Como se faz um homem?

Apenas deitar,
copular, à espera
de que do abdômen

brote a flor do homem?
Como se fazer
a si mesmo, antes

de fazer o homem?
Fabricar o pai
e o pai e outro pai

e um pai mais remoto
que o primeiro homem?
Quanto vale o homem?

Menos, mais que o peso?
Hoje mais que ontem?
Vale menos, velho?

Vale menos morto?
Menos um que outro,
se o valor do homem

é medida de homem?
Como morre o homem,
como começa a?

Sua morte é fome
que a si mesma come?
Morre a cada passo?

Quando dorme, morre?
Quando morre, morre?
A morte do homem

consemelha a goma
que ele masca, ponche
que ele sorve, sono

que ele brinca, incerto
de estar perto, longe?
Morre, sonha o homem?

Por que morre o homem?
Campeia outra forma
de existir sem vida?

Fareja outra vida
não já repetida,
em doido horizonte?

Indaga outro homem?
Por que morte e homem
andam de mãos dadas

e são tão engraçadas
as horas do homem?
mas que coisa é homem?

Tem medo de morte,
mata-se, sem medo?
Ou medo é que o mata

com punhal de prata,
laço de gravata,
pulo sobre a ponte?

Por que vive o homem?
Quem o força a isso,
prisioneiro insonte?

Como vive o homem,
se é certo que vive?
Que oculta na fronte?

E por que não conta
seu todo segredo
mesmo em tom esconso?

Por que mente o homem?
mente mente mente
desesperadamente?

Por que não se cala,
se a mentira fala,
em tudo que sente?

Por que chora o homem?
Que choro compensa
o mal de ser homem?

Mas que dor é homem?
Homem como pode
descobrir que dói?

Há alma no homem?
E quem pôs na alma
algo que a destrói?

Como sabe o homem
o que é sua alma
e o que é alma anônima?

Para que serve o homem?
para estrumar flores,
para tecer contos?

Para servir o homem?
Para criar Deus?
Sabe Deus do homem?

E sabe o demônio?
Como quer o homem
ser destino, fonte?

Que milagre é o homem?
Que sonho, que sombra?
Mas existe o homem?


2- A Verdade
Luis Veríssimo

O homem é o único animal que ri dos outros. O homem
é o único animal que passa por outro e finge que não
vê.
É o único que fala mais do que papagaio.
É o único que gosta de escargots (fora, claro, o
escargot).
É o único que acha que Deus é parecido com ele.
E é o único...
...que se veste
...que veste os outros
...que despe os outros
...que faz o que gosta escondido
...que muda de cor quando se envergonha
...que se senta e cruza as pernas
...que sabe que vai morrer
...que pensa que é eterno
...que não tem uma linguagem comum a toda espécie
...que se tosa voluntariamente
...que lucra com os ovos dos outros
...que pensa que é anfíbio e morre afogado
...que tem bichos
...que joga no bicho
...que aposta nos outros
...que compra antenas
...que se compara com os outros
O homem não é o único animal que alimenta e cuida
das suas crias, mas é o único que depois usa isso
para fazer chantagem emocional.
Não é o único que mata, mas é o único que vende a
pele.
Não é o único que mata, mas é o único que manda
matar.
E não é o único...
que voa, mas é o único que paga para isso
que constrói casa, mas é o único que precisa de
fechadura
que foge dos outros, mas é o único que chama isso
de retirada estratégia.
que trai, polui e aterroriza, mas é o único que
se justifica
que engole sapo, mas é o único que não faz isso
pelo valor nutritivo
que faz sexo, mas é o único que faz um boneco
inflamável da fêmea
que faz sexo, mas é o único que precisa de manual
de instrução.

3- Platão

"Então, que e o homem?
-Não sei o que dizer.
-Mas sabes dizer que ele é aquele que usa do corpo, sabes dizer isso?
-Sim.
- E talvez seja algum outro quem usa do corpo, e não da alma?
-Não, a alma...
-E talvez a alma governe o corpo juntamente com o corpo? Esses dois são o homem?
-Pode ser.
-De modo algum, pois se o um, isto é, o corpo não governa, não há maneira de que possam governar os dois.
-Exatamente.
-E como o homem não é só corpo, nem o corpo é a alma juntos, conclui-se então que o homem não e nada ou, se é alguma coisa, não pode ser outra coisa senão a alma".


4- Epicuro

"Devemos escolher um homem bom e tê-lo sempre diante dos olhos, para vivermos como se ele nos observasse e para fazemos tudo como se ele nos visse".


5- Pascal

"O homem não passa de um caniço, o mais fraco da natureza, mas é um caniço pensante. Não é preciso que o universo inteiro se arme para esmagá-lo: um vapor, uma gota de água, bastam para matá-lo. Mas, mesmo que o universo o esmagasse, o homem seria ainda mais nobre do que o que o mata, porque sabe que morre e a vantagem que o universo tem sobre ele; o universo desconhece tudo isso. Toda dignidade consiste, pois, no pensamento".

SOUZA,Sônia Maria Brandão.Um outro olhar:filosofia.Sao Paulo:FTD,1995.

3 comentários:

Ciências Contábeis disse...

O homem é o ser racional mais irracional,que não mede esforços pra alcançar seus objetivos, que move uma pedra do tamanho do mundo só pra está acima de qualquer pessoa, que não pensa no depois e nem está nem aí pro divino, isso é só necessidade espiritual, o homem é a demagogia na forma de um animal.

Anônimo disse...

hmmmm.

VERA LEITE - NO MEIO DO CAMINHO TINHA UMA PEDRA. Eu quebrei a pedra! disse...

Bicho Homem

O Homem é um bicho
Que nasce, cresce
Mata e não come
Colhe, come
Derruba e não volta a semear
Bebe, se farta
E contamina

O homem é um bicho
Que raciocina, calcula
E não se entende
Trabalha, produz
E morre de fome
Ama, odeia, odeia
Odeia
Vera Leite ( Livro de antologias poéticas-Letras Reunidas.2004 p.33)